quarta-feira, 4 de outubro de 2017

ENTRANDO NUMA FRIA

Foi essa a sensação que tive depois de pedir a alguns amigos que sugerissem temas para refletirmos no blog. Tive a melhor das intenções ao sugerir isso, porém quando o pessoal começou a responder, fiquei inseguro e senti aquele frio na barriga. Sabe quando você toma uma decisão e de repente pára pra pensar se fez a coisa certa? Foi um retorno incrível, com propostas de diversos temas curiosos, e as complexidades por trás de alguns deles realmente me desafiaram.

A partir desta experiência, imagino quantas são as situações em que temos segurança nas nossas escolhas, e não observamos se realmente temos condições de arcar com elas, sejam projetos, entrevistas de emprego, relacionamentos, um bem que pretendemos adquirir, ou mesmo uma receita culinária.




Será que é suficiente apenas boas intenções? Lembro que certa vez fizemos um projeto corporativo que tinha grandes chances de sucesso, e numa das reuniões sugerimos pensar nos riscos que correríamos em caso de crescimento desenfreado. Sabe quando o projeto, ideia ou situação cresce a tal ponto de se perder o controle e acaba-se não tendo mais suporte para tudo aquilo? Então, é mais ou menos por aí. :) Passado um tempo, percebemos que "demos um tiro no pé", como alguém tentou prever. O projeto não era mais sustentável a partir de determinado momento, e então foi finalizado por mais promissor que parecesse.

Estaremos prontos para nos responsabilizar pelos nossos próprios desafios? Vale pensar como pode ser a reação do outro lado? Conseguiremos lidar com situações que irão além do nosso controle, ainda que nossas intenções sejam as melhores? "Entrei numa fria"ou "dei um tiro no pé" podem ser frases que venhamos a repetir um dia se não formos cuidadosos e não estivermos preparados.


Ah, sobre os temas sugeridos, nos próximos posts ok? :)


Demétrius Rocha

36 comentários:

  1. Muitas vezes deixamos de pensar nas consequências e nossas escolhas ou atitudes, porém nossa análise é precoce, devemos analisar com calma nossos risco.

    Otimo texto.����������

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fabiano, muito obrigado por sua participação! Analisar com calma e refletir sobre nossas escolhas, nos antecipam sobre possíveis resultados negativos inclusive. Vale muito a pena! :)

      Excluir
  2. Entrou numa fria?! O importante é o aprendizado que teve para não errar novamente. A vida é feita de escolhas faça escolhas que não te leve ao erro e sempre confie em Deus, Ele tem o poder, nós temos a fé.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá ADM E MED. Que bom que temos a oportunidade de alguns desconfortos às vezes não é verdade? O convite a refletir foi sobre situações que mesmo sendo imprevistas podem ser bastante gratificantes como a relatada, dada a confiança das pessoas que compartilharam suas ideias de temas para abordarmos. Ainda que sejamos pegos de surpresa de forma tão positiva, que mantenhamos nosso olhar para imaginarmos se eventualmente não fosse positivo, como seria nossa reação. Apareça sempre e continue nos prestigiando!

      Excluir
  3. O cuidado excessivo pode paralisar grandes entregas. Tem o momento de levantar os riscos, depois se preparar para,eles. E tem o momento de seguir e impedir que a realização se torne insustentável. Nunca entre numa fria, analise e mitigação no tempo certo. Forte abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jacqueline. Muito obrigado pela sua contribuição como gestora inclusive. Seus apontamentos de business plan + PDCA + gestão de processos e projetos aqui descritos são essenciais nessa movimentação corporativa que participamos. Essa consciência e ações que já trouxeram parcerias em nossos eventos inclusive, estimulam bastante processos sustentáveis. Apareça sempre! :)

      Excluir
  4. Muito bom! De fato precisamos avaliar nossas ações e pensar e repensar onde queremos e podemos chegar.
    Valeu Demetrius,
    Um abraço,
    João Haroldo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João, que satisfação sua presença! Compartilhando esses infinitivos formamos uma modelagem poderosa para o sucesso de nossas escolhas, ações e resultados sustentáveis. Avaliar + Pensar + Repensar VERSUS onde queremos e podemos chegar cria um estudo fantástico sobre gestão de processos. Contribuição riquíssima, muito obrigado! :)

      Excluir
  5. Tem um velho adágio que diz: "De boas intenções o inferno está cheio", às vezes queremos mudar de carreira, sermos promovidos, dar um passo a mais, mas todas essas questões interiores que são o motor da vida, devem ser pensadas a partir de um planejamento, e isto por uma razão muito simples: A VIDA IMITA A NATUREZA, daí que partindo desse pressuposto, tudo na criação segue uma lógica e uma esquematização inteligente pensada pelo criador e desse modo a nossa vida, os nossos passos devem refletir o esquema do universo, uma vida só tem sentido quando há autoconhecimento e se conhecer, portanto, é um forte indício de que um projeto pode dar certo, o que você mais gosta de fazer? Pelo que os seus olhos brilham? O que você faria por você e não por mercado ou por dinheiro? Vivemos num mundo que vai na contramão dos nossos sonhos, justamente porque prega-se uma felicidade externa, inatingível, pois não somos rôbos, nem forjados na linha de produção, somos seres do contato, do amor, do ódio, da vaidade, do orgulho, e essas coisas não se separam de nós no mundo corporativo, então marchemos em frente com a ciência de que o autoconhecimento nos liberta dia-a-dia, projetos só podem se realizar plenamente quando eu sei quem eu sou, e se o mundo prega o contrário, eu vou continuar marchando na busca do meu verdadeiro eu, não há outro caminho para felicidade a não ser o "CONHECE-TE A TI MESMO" - Sócrates

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João, fantástico! Imitar a natureza primeiro, nos auto conhecendo, para depois permitir nossos olhos brilharem, tratá reforço à nossa caminhada. Essas coisas que muitas vezes esquecemos são justamente as que trazem sentido à vida. Essa potência necessária para andar na contra mão do que o mundo prega - como você considera - é o que traz a liberdade para a humanidade, parafraseando Aristóteles reconhecendo que o homem em essência(semente) é uma árvore em potência. Ah... e considero que Sócrates neste momento te cumprimentaria em Delfos nas escadarias do templo de Apolo ao ouvir suas colocações. Muito obrigado!

      Excluir
  6. Me identifiquei com mais um texto teu. Já passei e passarei por situações assim.Parabéns pelo texto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rafael, que bom que gostou! Que bom também que isso faz lembrar nossa humanidade não é? Lidar com os imprevistos, eventuais erros e surpresas, podem contribuir com novas descobertas. Obrigado!

      Excluir
  7. Ótimo texto! Podemos sempre pensar que a insegurança, na dosagem certa, pode ser positiva para o crescimento, assim não entraremos numa fria permitindo que ela nos paralize.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente Simone! Muito obrigado por nos lembrar isso inclusive. Numa sociedade tão blindada contra a margem de erro e expectativas frustradas por menores que sejam, esses ingredientes como insegurança, medo e incertezas podem ser os fatos geradores de maturidade e experiências únicas. Vemos como podemos lidar de fato com essas questões naturalmente, nos permitindo explorar essa região de sombras, e como você bem considera, na dosagem certa, podemos nos tornar muito mais felizes e efetivos nas nossas escolhas e ações. Riquíssima contribuição.

      Excluir
  8. Quem na vida nunca passou por algo semelhante? A vida é assim, fazemos nossas escolhas e por muita das vezes as coisas não saem como imaginamos. Porém essa é a graça da vida, errar, corrigir o erro e por fim o êxito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dimi, tudo bom? Você acaba de sintetizar de uma forma incrível todo esse processo de busca em lidar com as escolhas e suas consequências, e quantas vezes negativas não é mesmo? A grande sacada é essa mesma, A GRAÇA DA VIDA! Ver as coisas de forma leve e com graça, quem sabe faça muito mais sentido. Tudo pode se tornar muito mais fácil e efetivo se enxergarmos com esses olhos. Que achemos graça nas coisas sérias, que achemos graça de nós mesmos, que assim aprendamos lidando com os erros para chegarmos ao exito como você arremata brilhantemente! Com graça tudo é mais nobre, mais fácil e mais leve. Obrigado mais uma vez.

      Excluir
  9. Muito bom o texto, gostei!

    As vezes você tem que ter uma análise sobre tudo o que sua decisão irá ocasionar, seja positiva ou negativa. Não podemos esquecer também que uma decisão equivocada pode atrapalhar um grande projeto trabalhado a anos e por tudo a perder. As vezes ir cheio de vontade atrás do mel na árvore sem se preocupar com as abelhas pode ser mais prejudicial para alguém com aleria a tal,mas você se preparando bem para as intempéries do caminho, será executado com sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá participante anônimo. Muito obrigado por sua contribuição! O equívoco inegavelmente é companheiro da maior parte da humanidade. Quem sabe valha muito mais a pena deixarmos o mel na árvore para as abelhas, e seguir nossa caminhada continuando a cultivá-lo por onde quer que passemos, contribuindo com os processos de transformação da sociedade e também fazendo das experiência negativas algo novo. Lembrando também que, se cuidarmos bem do nosso jardim, mesmo em dias de chuva ou forte sol, ou quando vierem as pragas, sejamos melhores e reflexivos nas nossas decisões e ações, e nosso jardim será preparado, e as abelhas virão até ele. Apareça mais!

      Excluir
  10. Demétrius, por mais decepcionante possa ser quando descobrimos que aquele projeto tão bem elaborado e sonhado não deu certo temos que pensar foi um grande aprendizado importante para minha vida nada é tão ruim como possa parecer no primeiro momento e "tiro no pé" tambem tem um porque nada é por acaso pare, repense e recomece sempre.Gisto muito dos seus textos.

    ResponderExcluir
  11. Demétrius, por mais decepcionante possa ser quando descobrimos que aquele projeto tão bem elaborado e sonhado não deu certo temos que pensar foi um grande aprendizado importante para minha vida nada é tão ruim como possa parecer no primeiro momento e "tiro no pé" tambem tem um porque nada é por acaso pare, repense e recomece sempre.Gisto muito dos seus textos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá América. Faz todo o sentido lembramos do aprendizado, pois tendemos a valorizar os aspectos negativos e caminharmos a partir daí por regiões que nos distanciam do melhor para nós mesmos, quando não vemos aprendizado nas experiências negativas. É uma grande sabotagem não é? Precisamos lembrar disso que você fala - que é ruim só no momento - aprendendo a ressignificar os eventos e nos condicionar a estarmos atentos. A partir daí retomarmos o rumo mais fortalecidos e inteligentes, pois a caminhada será muito mais fácil e a chegada mais rápida. Muito obrigado por estar conosco!

      Excluir
  12. Demétrius... achei você corajoso trazendo uma situação que te "tirou do eixo". Acho que você já postou algo parecido sobre uma apresentação que em tese deu tudo errado e você foi pego de surpresa e ao final deu tudo certo. Acho muito legal quando quem escreve tem essa proximidade sabe? As vezes buscamos leituras que nos motivem, que direcionem o nosso caminho e nos dê respostas prontas e pensamos que quem trata dessas questões está livre de todos os desconfortos do mundo dos mortais kkkk. Que ótimo que você além de nos guiar, direcionar, exortar como coach e mentor, consegue mostrar-se tão humano quanto a gente aqui do outro lado, isso mostra o tremendo diferencial que você possui que é atestado pelas pessoas que convivem pessoalmente ou profissionalmente com você. Parabéns amigo!
    T Edwin

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelas palavras Edwin. Que bom que nos lembramos que somos humanos não é mesmo? Hoje somos muito formatados num mundo sem dor, rodeado de sucesso e margens de erro ínfimas, diante de realidades emocionais que muitas vezes não representam isso. Faz muito sentido você nos lembrar dessa necessidade de resgatarmos a humanidade do homem. Ainda que soframos ou tenhamos experiências negativas quando pegos de surpresa, acabamos descobrindo soluções criativas e geniais muitas vezes podendo lidar com tudo isso nos surpreendendo de forma muito positiva ainda. Assim, lembraremos o quão humanos somos, e que não há espaço para super heróis no mundo real. :) Muito obrigado por sua contribuição!

      Excluir
  13. 👏👏👏👏👏👏👏,na maioria das vezes pensamos que estamos fazendo a coisa certa, depois que vamos perceber que a coisa não está indo do modo que pensamos

    ResponderExcluir
  14. 👏👏👏👏👏👏👏,na maioria das vezes pensamos que estamos fazendo a coisa certa, depois que vamos perceber que a coisa não está indo do modo que pensamos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nailde, obrigado por sua presença! Exatamente. Vale lembrar que sempre há tempo de revermos o processo "se não está indo do modo que pensamos" como você diz, e fazermos os ajustes. Não é mesmo? Façamos isso.

      Excluir
  15. Ótimo texto. Preciso muito refletir sobre minhas atitudes e escolhas, para não entrar tanto numa fria, como tenho entrado ultimamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Raissa. Às vezes nos tornamos especialistas em "algumas coisas" não é mesmo? Um excelente ponto que você cita é justamente a palavra chave para mudar a situação: Reflexão. É muito interessante analisarmos os padrões em que essas atitudes e escolhas ocorrem, para as coisas se tornarem diferentes. Você está com a resposta! Muito obrigado por comparecer. :)

      Excluir
  16. Nossa, pensando por esse lado eu vivo numa fria constantemente. kkk Realmente precisamos pensar nisso, como nos antecipamos nas nossas ações sem saber o quanto temos condições de arcar com elas, para levá-las ao fim esperado. Isso acontece o tempo todo, é um grande exercício.
    A, Giovani

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Giovani.Que bom que a reflexão vem ao encontro de uma realidade vivida! Desta forma, que nos esforcemos cada vez mais para estarmos preparados para esse tipo de surpresas não é mesmo? :) Muito obrigado por comparecer!

      Excluir
  17. Ótima reflexão Demétrius. Vale destacar que buscar conselhos antes de decisões importantes é uma atitude sabia. Arriscar faz parte porém os riscos devem ser medidos e se temos uma válvula de escape, um plano B ou o privilégio de voltar atrás, vale a pena tentar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Claudio, obrigado por compartilhar! Sobre buscar conselhos, faz todo o sentido, principalmente lembrando que a partir de um ato como esses podemos reforçar nossas parcerias e aprimorar conhecimentos. Plano B, etc... também são "cartas na manga" que certamente podem mudar todo um cenário sendo usados na hora certa como você propôe.

      Excluir
  18. Isso vale para tantas coisas.
    As vezes no intuito de ser prestativo, nos colocamos a disposição para ajudar em algo e no final, depois de avaliar a situacao com calma, vimos que entramos numa fria. O problema é que a grande maioria das vezes as nossas ações vem no automático. E precisamos treinar o nosso cérebro para realmente raciocinar e analisar a situação. Seja na empresa na simples ajuda de um relatório quando vc esta atolado de serviço, seja em casa na hora que as filhas te pedem um brinquedo, por exemplo, e vc no automático fala que sim e depois vê que nao tem como comprar por ser muito caro, ou um brinquedo inadequado, ai vem a dor de cabeça de sentar e explicar que nao dá, seja quando a irma te pede uma sobremesa complicada e vc diz que faz. Ai quando vemos, ja estamos numa fria.
    Mas sei o quando vc é competente e vai desenrolar com facilidade.
    Sucesso

    Helen Cristiane

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Helen, que satisfação recebê-la! Acredito que dentre os exemplos que você nos traz, podemos utilizar uma palavra que quase não temos o costume: prudência. Nestes e em tantos outros casos, inclusive no meu, faz muito sentido analisarmos quando temos uma reação imediata/impulsiva diante dos eventos que se apresentam ou que nós mesmos iniciamos. Existe inclusive uma citação bíblica que fala que a prudência é a ciência do que não se corrompe. Que reflitamos nisso para dar conta de todos os desafios que temos na vida, e que nos saiamos bem na maior parte deles, tendo a prudência como nossa parceira. Muito obrigado por sua participação!

      Excluir
  19. Nossa, eu entro numas frias o tempo todo!!!!! kkkk
    Adorei! Vou refletir sobre tudo o que você falou.
    abs
    Angelica A. Siha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Angélica. Que bom que você gostou. Reflitamos a cada dia. Sempre há um novo aprendizado não é mesmo? Obrigado por sua presença!

      Excluir